Home » Notícias - Energia Eólica desponta no Brasil e a Ambiens acompanha este desenvolvimento

Notícias

Energia Eólica Desponta No Brasil E A Ambiens Acompanha Este Desenvolvimento

Aconteceu nesta semana na cidade do Rio de Janeiro, a 3ª Edição do Brazil Windpower, o maior evento sobre energia eólica da América Latina, que reuniu autoridades governamentais, empresários e entidades de classe, com encerramento nesta sexta-feira, dia 31.

Em pauta, debates acerca dos desafios presentes e futuros para a diversificação da matriz energética brasileira, com a qual a geração de energia elétrica a partir da força dos ventos somou, até junho deste ano, uma capacidade instalada de 2 GW de potência e já tem contratados cerca de 7 GW a serem instalados nos próximos anos, totalizando R$ 40 bilhões em investimentos.

A expectativa do setor, é de que sejam contratados pelo menos 2,5 GW por ano até 2020, incrementando mais 20 GW na matriz energética e movimentando outros R$ 100 bilhões. Segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica - ABEEólica, essa fonte de energia é a segunda mais competitiva do país e só não é mais barata que a das grandes hidrelétricas.
O primeiro levantamento do potencial eólico brasileiro, realizado em 2001, identificou no território uma capacidade de produção de 143 GW, porém, após uma revisão feita em 2012 que consideraram as novas tecnologias disponíveis no mercado, este potencial foi elevado para a ordem dos 300 GW de capacidade, disposta principalmente nas regiões nordeste e sul, em especial nos estados da Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará e Rio Grande do Sul.

Santa Catarina também figura este potencial e recebeu, apenas no ano de 2011, uma capacidade instalada de 222 MW em parques eólicos já em funcionamento nos municípios de Bom Jardim da Serra e Água Doce, empreendimentos que tiveram seus licenciamentos ambientais e gerenciamentos ambientais de obras de instalação e operação submetidos à consultoria da AMBIENS Consultoria.

O Brazil Windpower é promovido anualmente pela ABEEólica, pelo Conselho Mundial de Energia Eólica (GWEC) e pelo Grupo CanalEnergia. O evento está inserido na agenda anual mundial de eventos de energia eólica e tem o apoio da AWEA (Associação Americana) e da EWEA (Associação Europeia).

Outras informações podem ser obtidas no site oficial do evento: saiba mais aqui.


Texto do Técnico em Meio Ambiente, Juliano C. de Oliveira, Analista Ambiental da Ambiens Consultoria.